sexta-feira, 13 de agosto de 2010

FIREFOX- Raposa de Fogo (1982)

Digam o que quiserem, mas a verdade é que não fazem mais filmes como esse. É de uma época onde as histórias eram mais simples, tinham um ritmo agradável e os personagens tinham tempo de dialogar (bem diferente da correria vertiginosa e idiota do último 007).

O filme gira em torno de um plano dos EUA e Inglaterra para roubar um super caça Soviético chamado "Firefox" (MiG-31, nome de código), que é capaz de Mach 6, é invisível ao radar, e carrega armas controladas pelo pensamento.

Clint Eastwood é o Major Mitchell Gant, um veterano do Vietnã (cheio de traumas de guerra) que se infiltra na União Soviética (a guerra fria ainda era uma realidade nos anos 80), auxiliado por sua habilidade em falar russo (Por ser filho de russos) e uma rede de dissidentes judeus e simpatizantes, três dos quais cientistas-chave que trabalham no projeto Firefox.


O objetivo de Gant é roubar o super caça russo e voar de volta para território amistoso de forma que os EUA possam estudar o aparelho.

No entanto, a KGB (a agência de inteligência Soviética) já desconfia da operação e está no encalço do Major Gant. É somente através da ajuda dos simpatizantes que ele continua sempre a um passo à frente da polícia russa. Seu destino é a base aérea de Bilyarsk, onde o protótipo do Firefox está sob forte vigilância. Os cientistas dissidentes ajudam o americano a infiltrar-se na base.

O bacana do filme é a forma como ele realmente coloca você na pele de Clint Eastwood. O Major Gant não é super espião - ele é um veterano de guerra que sofre problemas mentais graves, como resultado das suas experiências de prisioneiro de guerra. Em todos os meandros do enredo o filme capta a sua tensão e medo.


É só quando ele finalmente senta no cockpit do Firefox que acreditamos que ele é o "cara certo para a missão".


O filme foi baseado em um "super caça" real: o MiG-31 "Foxhound".


O Firefox do livro que originou o filme era (esteticamente) quase idêntico ao do MiG-25 "Foxbat", da qual foi uma versão avançada.


O real MiG-31 "Foxhound" também é quase idêntico em aparência ao MiG-25 e geralmente considerado como uma versão melhorada do original. A versão mais intimidante vista nas telas foi criada especificamente para o filme.


E no filme é realmente um impressionante caça, mesmo que totalmente ficcional. Os efeitos especiais, usados para mostrar o seu vôo, antiquados para os padrões de hoje, continuam muito bons

Isso porque o responsável pelas cenas do Firefox em ação é John Dykstra - o homem responsável por muitos dos efeitos especiais vistos em Star Wars.
Quando você ver o Firefox voando em altíssima velocidade vai perceber como ele parece similar aos Speeders Snow sobrevoando Hoth durante o filme O Império Contra-Ataca.


Eastwood faz bem na cadeira do diretor, orquestrando as sequências de suspense em um estilo eficaz, que evita a ação em favor de tensão cuidadosamente construída








SOBRE O DVD: o filme nunca foi lançado em DVD aqui no Brasil. Acho que as distribuidoras apostaram só nos filmes policiais e de western do Clint. Mas para quem curtiu esse filme numa sessão da tarde ou em um Corujão ele faz falta. Para quem nunca viu vale a pena assistir. Importei o DVD de Portugal e por isso conta com legendas em português. Quem não achar pode entrar em contato (rub.records@yahoo.com.br)

Firefox (Trailer)

8 comentários:

  1. Acrescente-se o fato de que os filmes de hoje mostram sempre a supremacia americana em todos os níveis. Impossível assistir um filme onde o governo dos EUA roubam alguma coisa.

    ResponderExcluir
  2. Pois é André. Os norte-americanos mergulharam numa crise de identidade tamanha que os deixou numa paralisia criativa. Os caras só querem fazer filmes para as "audiências se sentirem bem". Essa época do "politicamente correto" emperrou uma boa parte do cinema dos EUA que agora só investe em remakes óbvios e repetições de fórmulas. Por isso gosto tanto dos fimes da década de 70. Para o bem ou para o mal eles eram bem mais autorais...

    ResponderExcluir
  3. Impressionante esse filme! Desde que o vi pela primeira vez, tenho essa máquina na minha cabeça.

    Já fiz centenas de desenhos dela, e algum modelos em papel.

    Foi você quem fez esses infográficos? Está de parabéns! Ficaram muito bons!


    Concordo com os dois comentários acima. Hoje não há mais espaço pra filmes assim no mercado do cinema.

    Dá até pra fazer, mas a massa alimentada por cenas de ação a cada segundo simplesmente iria achar sonolento, e o ignoraria.

    É triste, mas é assim que são as coisas.

    Feliz de quem não pensa assim.

    ResponderExcluir
  4. Filmaço! Análise nota 10. Parabéns Rubens! Estava procurando coisas sobre o Concorde e ví que o soviético Tupolev Tu-144 poderia ter sido uma cópia roubada...Esse filme mostra o contrário. Um dos meus melhor filmes de guerra junto com Platoon, Rambo 1 (apenas o 1) e Apocalipse Now! Tenho 39 anos e assitia esse filme na globo, sempre na madrugada...um filme meio underground pois como já disse, coloca os EUA como ladrões, coisa rara no cinema...
    Apesar disso, minha namorada de 27 anos se nega a assistir Firefox! Ela argumenta que é um filme velho e para a minha amada só valem filmes lançados recentemente...Uma pena, mas faz parte! Abraço!

    ResponderExcluir
  5. É o tempo passou para muitos de nós e eu com 44 anos até fevereiro de 2013 sinto saudades de minha adolescência cinéfila nos anos 80 quando asssisti em 1986 também a esta jóia que contextualiza a guerra fria. Os americanos realmente mostravam suas verdadeiras intenções contra os russos que não queriam ficar para trás na tecnologia aeroespacial. Valia de tudo para manter a supremacia no mundo. Emfim quem não curtiu este excelente filme vale assistí-lo como um drama político ficcional e de aventura que mostra uma urss "forte" sete anos depois ruindo e sintetizando na Rússia de Putin do século 21 como estado ainda policial.

    ResponderExcluir
  6. AAAAAAHHHHH INTERNET EU TE AMO...BAIXEI ESSE FILME NO FORMATO 1080p DE BLUERAY E COLOQUEI NA MINHA TV DE 46POL LED DE ALTA DEFINIÇÃO (DESCULPE A VAIDADE)...NOSSSA MELHOR QUE NO CINEMA E DE GRAÇA,COM SOM DOBY STEREO SS. POXA TENHO 48 ANOS E COMO O CRISTIANO AI EM CIMA SOU APAIXONADO POR ESSA MÁQUINA. PROCURO ATÉ HOJE MENIATURA DELA E VOU ACHAR E COLOCAR EM MINHA ESTANTE.

    ResponderExcluir
  7. Estou assistindo agora no canal TCM. Muito bom filme de espionagem, com tensão psicológica de primeira qualidade. Não se vê mais isso nos filmes de ação de hoje. Um personagem mais humano, que sente medo e desconforto em sua missão. O Clint desde aquela época, já demostrava sensibilidade quando tinha oportunidade de interferir na direção. Lembrei do Imperdoáveis que ele dirigiu e atuou em 1992. O personagem dele vivia os mesmos conflitos. Uma critica a violência. Muito bom! Felipe Martins

    ResponderExcluir
  8. Análise perfeita mesmo. Filmão deveria ser mais divulgado .Os anos 70 trouxeram grandes filmes e diretores.

    ResponderExcluir