quarta-feira, 25 de julho de 2012

Shocker – 100 Mil Volts de Terror (1989)


Do mesmo diretor de "A Hora do Pesadelo", veio essa horripilante história sobre mais um monstro sobrenatural. Ao que tudo indica, depois que o diretor Wes Craven colheu todos os frutos da franquia com o vilão queimado "Freddy Krueger", ele resolver criar um novo vilão que fosse tão carismático e sobrenatural quanto o lendário Krueger. E daí parece ter surgido "Horace Pinker", um psicopata que depois de ser executado na cadeira elétrica adquire o poder de invadir sistemas elétricos e ondas de TV!!!!


















Numa pequena cidade do interior americano o jovem universitário Jonathan Parer (Peter Berg) tem um estranho pesadelo onde antevê a tragédia de sua família.



Mas ele acha que isso não passou de um sonho ruim.



Mas então um excêntrico técnico de televisores chamado Horance Pinker (Mitch Pileggi) impiedosamente extermina toda a família adotiva de Jonathan. Jonathan (que não morava mais na casa do crime) e o seu pai adotivo e tenente da polícia local Don Parker (Michael Murphy) são os únicos da família que não foram assassinados.


Após cometer outros crimes Pinker é preso e condenado à cadeira elétrica.


Ao ser executado, entretanto, o serial-killer consegue fazer com que seu espírito sobreviva como energia elétrica, sendo capaz de tomar corpos humanos e deslocar-se por meio das ondas de TV!


E é claro que o assassino elétrico buscará vingar-se de Jonathan, e consequentemente, entra em perigo sua namorada Alison (Camille Cooper), que vira alvo de Pinker.


Apesar de "Shocker" não ter alcançado o mesmo êxito comercial que "A Hora do Pesadelo", ainda assim é um grande filme de terror, filmado com muita segurança e empolgação por Wes Craven.


Um dos méritos do filme é conseguir a proeza de ao mesmo tempo ser um filme de amor e de horror, com um bom espaço para ambos, o que é bastante incomum ao gênero.


Os efeitos especiais do filme, apesar de datados, ainda são eficientes e conseguem render boas surpresas.
Para concluir eu diria que Shocker é um típico filme dos anos 80. E digo isso como elogio pois reúne boas idéias e bons sustos em uma história relativamente simples sobre nossas "fobias com aparelhos de TV"....rsss (basta lembrarmos do filme "O Chamado", sobre uma maldição envolvendo um vídeo que a coisa toda não parece tão absurda).


SOBRE O DVD: o filme nunca foi lançado em DVD aqui no Brasil. E nesse caso eu nem entendo o porquê, já que esse filme fez relativo sucesso e ainda leva a marca de um conhecido diretor como o Wes Craven. Mas por enquanto ficamos apenas na esperança. Para quem nunca viu vale a pena assistir. O DVD que consegui foi importado dos EUA, mas conta com legendas em português que foram inseridas. Quem não achar por aí e quiser muito, pode entrar em contato (rub.records@yahoo.com.br).


TRAILER

Um comentário:

  1. Este filme é mesmo para não perder!
    Obrigatório para vêr com a namorada!!!

    ResponderExcluir